SESI Escola é 1º lugar em Desenvolvimento Tecnológico na Feira de Ciências de Pernambuco

13/11/2018   14h41

 

A representante do SESI Escola São Gonçalo do Amarante alcançou o primeiro lugar na 24ª Ciência Jovem – Feira de Ciências de Pernambuco, realizada cidade de Recife/PE, na primeira semana de novembro. A equipe orientada pelo professor Diego B. Cavalcante, composta pelos alunos do 2°ano de edificações Luis Felipe, Victor Rodrigues e Lucas Ferreira, apresentaram o trabalho denominado “Otimização do ar condicionado automotivo com a reutilização da água dissipada” na categoria Desenvolvimento Tecnológico.

 

 

“Durante os três dias de evento, o trabalho foi apresentado para pessoas de todo o país e para os avaliadores do evento, sendo bastante elogiado por todos em razão da eficiência comprovada pelos dados apresentados pelos nossos alunos e pela questão da sustentabilidade, uma vez que o nosso projeto para funcionar reutiliza uma água do sistema de ar condicionado automotivo que seria descartada no ambiente”, explicou o professor Diego.

 

 

A Escola já havia participado dessa mesma competição em 2016. De acordo com o professor, a experiência da primeira edição foi fundamental para o êxito em 2018. “O trabalho ganhador do Ciência Jovem 2018 surgiu a partir de programa, sendo desenvolvido pelo professor e alunos desde o mês de março, e apresentado também na Mostra Virtual do SESI 2018’”. Além das premiações individuais para alunos e o professor, o primeiro lugar no Ciência Jovem credenciou a equipe à condição de finalista para participar da FEBRACE 2019 na cidade de São Paulo, com ajuda de custo.

 

A FEIRA

 

Estudantes de todos os estados do Brasil e do exterior participaram da 24ª Ciência Jovem – Feira de Ciências de Pernambuco, que aconteceu no Shopping RioMar nos dias 7, 8 e 9 de novembro. Com 24 anos de realização, ela é uma das maiores Feiras de Ciência do país. Reúne cerca de 300 projetos, de todos os estados do Brasil e de países como Chile, Colômbia, México, Paraguai e Argentina.

 

Organizada pelo Espaço Ciência, Museu Interativo de Ciência de Pernambuco, a Ciência Jovem atrai, a cada edição, um público de mais de 10 mil visitantes. Este ano, os 300 projetos participantes foram selecionados entre mais de 600 inscritos.

 

Foram cinco categorias: Iniciação à Pesquisa, para alunos da Educação Infantil e Fundamental 1; Divulgação Científica, para estudantes do Fundamental 2; Incentivo à Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico, voltadas ao Ensino Médio; e Francis Dupuis, para projetos do exterior.

 

A Ciência Jovem é articulada com mais de 60 Feiras afiliadas, das várias partes do país e do exterior. Por meio da relação entre elas, projetos bem sucedidos na Feira pernambucana são credenciados para outras Feiras nacionais e Internacionais.

 

Em 2018, grupos credenciados pela Ciência Jovem foram premiados em eventos como a Milset Brasil, em Fortaleza; e a Expo-Ciências Latino-americana ESI AMLAT, no Chile, e seguem, respectivamente, para o México e Abu Dhabi.