Tubete biodegradável e robô para inspeção vencem o Mostra Inova 2018

9/07/2018   15h37

Os vencedores da Mostra Inova edição 2018 foram divulgados na tarde deste domingo (8) na 10º Olimpíada do Conhecimento, em Brasília. O produto Bio Sustein: Plantando o Futuro, ganhou em primeiro lugar. O projeto pertence ao Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) de Sertãozinho (SP) e trouxe como inovação um tubete biodegradável. A ideia é usar o produto substituindo o plástico que envolve as raízes das mudas. O tubete é feito de sobras de cana de açúcar e manga, comuns na região.

 

 

Pelo voto popular, o produto vencedor foi a Luva-Guia, desenvolvida pelo estudante Vinicius Bail, 17 anos, do SENAI do Paraná. O equipamento vibra quando o cego se aproxima de algum obstáculo. Ele comenta que o processo começou com luva que vibrava graças a um motor de joystick de video-game. Depois, ele aprimorou usando um sistema de vibração como o de celular e, além da luva, há também a pulseira, como opção mais leve. O produto ainda tem integração com um aplicativo de celular, que avisa se a bateria está acabando e ajuda na localização do cego por um sistema de GPS.

 

“Estou feliz por o público aceitar um equipamento que vai fazer o bem, abrindo as portas da inclusão para sermos uma sociedade mais justa, com oportunidades para todos”, comemorou o estudante, que perdeu a visão ainda na infância por conta de um acidente. A pulseira já está disponível para a comercialização.

 

PROCESSOS – Na categoria processos, o projeto vencedor foi o Sistema de Vídeo Inspeção Robotizada para Redes com TIL radial, condominial ou Curva de 90 graus vertical. A ideia, desenvolvida no SENAI de Goiás, propõe o uso de um robô para fazer a inspeção na tubulação de redes de água, esgoto ou gás. O equipamento é capaz de registrar fotos, fazer filmagens e analisar as redes para detecção e seleção de anomalias, com emissão de laudos de resolução dos problemas de forma precisa e ágil.

 

Pelo voto popular, a escolha foi do projeto Safity Total, da Paraíba. Trata-se de um sistema de monitoramento que auxilia no processo de gestão de equipamentos de proteção individual, com foco na construção civil. A ideia é reduzir o número de indenizações pagas pelas empresas pelo não uso dos equipamentos de segurança.

 

PRÊMIOS – De acordo com Mônica Mariano, coordenadora da Mostra Inova, os projetos apresentados vieram com maturidade maior do que em edições anteriores e muitos já estão prontos para serem comercializados em escala. Ela comenta que foram 310 inscritos para a seleção de 50.

 

As equipes vencedoras na avaliação técnica pelas categorias produtos e processos inovadores ganharam viagem de três dias de duração para Recife (PE). No caso da vitória por produto, a escola vai levar também uma impressora 3D multifuncional. Os ganhadores pelo voto popular levaram como prêmio um curso presencial no valor de até R$ 2 mil.